6 Oct 2011

Grant's Royal

     William Grant, o fundador, nasceu em 1839. Trabalhou como aprendiz de sapateiro, mas sua boa instrução permitiu-lhe mudar de carreira. Quando, em 1866, começou a trabalhar como contabilista numa destilaria, William dificilmente imaginaria que o seu próprio whisky se tornaria um negócio em escala mundial. Ou que, ao fim de cinco gerações, continuaria 100% em mãos de sua família.
     Foi no dia de Natal de 1887 que a destilaria de William Grant produziu as primeiras gotas douradas de whisky. William levou 20 anos para adquirir os conhecimentos e o financiamento para iniciar-se como destilador independente. Por sorte, era determinado na vida, perspicaz nos negócios e hábil na arte da produção de whisky.
     Construiu a sua primeira destilaria com a ajuda dos seus sete filhos e duas filhas (o nome da empresa hoje é William Grant & Sons Ltd.). E o seu primeiro caixeiro-viajante foi o genro, Charles Gordon, cargo esse que requeria uma enorme determinação. No início, Charles andava de porta em porta, carregado com amostras de whiskies cuidadosamente produzidos por William.
     À 181ª tentativa, garantiu a primeira venda. Passadas outras 503 tentativas, fechou negócio pela segunda vez. A partir daí, tudo ficou mais fácil. Nessa altura, John, filho de William, introduziu os whiskies Grant's em novas partes do mundo, ao exportá-los para a Hudson Bay Company, do Canadá. E foi assim que começou a aventura mundial de Grant's.
     Em 1909, Charles Gordon embarcou numa viagem de um ano para levar Grant's para a Austrália e Extremo Oriente. No começo da sua épica viagem de 12 meses, Charles escreveu no seu diário:
"O tempo e o trabalho dão os seus frutos. Só deixam de avançar aqueles que deixam de se esforçar.”
     As vendas aumentaram depressa e, em 1914, a fama de Grant's havia-se espalhado e a empresa tinha mais de 60 representantes em 30 países. Em 1915, uma nova lei definiu que o período mínimo de maturação para o whisky escocês seria de dois anos (atualmente, são três). Esta lei levou à ruína muitas destilarias de whisky escocês, mas William Grant tinha preservado uma reserva de whisky em envelhecimento, pelo que conseguiu assegurar o fornecimento de Grant's ao Reino Unido durante os anos da guerra.
     Logo após à Grande Guerra, muitos países implementaram a proibição de consumo de bebidas alcoólicas, mas Grant's, enquanto negócio familiar, teve a liberdade e a capacidade de aumentar a produção, na crença de que a proibição não iria durar. E, quando a proibição terminou, tínham reservas prontas para satisfazer a procura do público.
     William Grant morreu em 1923. O seu grande legado é o entusiasmo e a energia para obter o sucesso que permanece vivo no núcleo da família e na forma como Grant's é hoje produzido.
Em 1963, durante a construção da destilaria de grão em Girvan, Charles Gordon, bisneto de William, envolveu-se de tal forma que, muitas vezes, vivia em trailer junto do local das obras. Ficou conhecido por andar de bicicleta em volta do local, para verificar pessoalmente todos os mais pequenos pormenores. Quando as obras foram concluídas, a bicicleta de Charles foi pregada a uma das torres da destilaria, como recordação. Depois, em 1979 (ano de referência) as vendas de Grant's no Reino Unido ultrapassaram um milhão de caixas.
     Atualmente, Grant's vende mais de 54 milhões de garrafas por ano em mais de 180 países, o que faz do whisky um dos mais apreciados em todo o mundo. Durante todo este período, o cuidado e a arte por detrás da produção dos whiskies Grant's permanecem inalterados. Tal como William teria desejado!
(Site da empresa)

No comments :