6 de out de 2011

Copene

          No primeiro trimestre de 2000, esquentou a briga entre a Copesul e o grupo Ultra pela compra da Copene - Companhia Petroquímica do Nordeste, a central de matérias-primas do pólo petroquímico da Bahia, em Camaçari. Após o anúncio de apoio do BNDES ao Ultra, a Copesul resolveu contra-atacar. Tentou conseguir financiamento externo e teria negociado o apoio do governo baiano para a fusão entre as duas centrais. Nem Ultra, nem Copesul levou a Copene.
          Em 2001, em parceria com o Grupo Mariani, a Odebrecht adquire o controle da Copene, e da Polialden.
          Em 2002, a Copene passa a fazer parte da Braskem, que nasce em assembleia de acionistas na manhã do dia 16 de agosto, com a aprovação da integração das empresas Copene, OPP, Trikem, Proppet, Nitrocarbono e Polialden, controladas pelos grupos baianos Odebrecht e Mariani. Já inicia as atividades como petroquímica líder na America Latina, com 13 unidades industriais, escritórios e bases operacionais, no Brasil, Estados Unidos e Argentina. Em 2007, a Petrobras entra no bloco de controle da Braskem.
(Fonte: revista Exame - 05.04.2000 - parte)

Nenhum comentário :